É a mãããe!!!

Quando a líder do ranking* das marcas mais valiosas do mundo lançou, em março de 2009, a campanha “Mãe, você é essa Coca-Cola toda” para o dia delas, eu não me indignei, achei-a até criativa. A agência “gênio” relacionava o refrigerante com esses seres generosos, ambos únicos e insubstituíveis, e que almejam “Um futuro melhor para a sua família”. 

Lembrando agora daquela minha reação e dos botões do meu primo Carlos Augusto Viana, consulto um dos meus próprios botões – especialista em teorias da comunicação -, e o infeliz tenta me consolar com o argumento de que na sociedade do espetáculo apelos desse tipo convencem até as mentes menos sugestionáveis e é exatamente isso o que importa: produzir, vender, comprar, consumir, produzir de novo, vender de novo, comprar de novo, consumir de novo… E não há quem; o que; onde; quando; por quê; ou como fugir disso. Por isso é que os meus botões estão com os dias contados.

Pois não é que a tal campanha do refrigerante continua rolando em 2011? Ela até pode ser a mesma, mas eu mudei. Dois anos depois, curso de Jornalismo concluído e conhecimento ampliado sobre a tal sociedade pós-moderna, a única expressão agora que me arrota da garganta é “Me poupe!”.

Sério! Não está na hora de repensarmos esses apelos estereotipados, que apostam milhões de dólares em supostas mentes vazias e manipuláveis? Colegas da Comunicação, somos responsáveis por aquilo que escrevemos e criamos para o grande público. A quem interessa manter esses conceitos que não valorizam em nada o ser humano, não melhoram a vida de ninguém, muito pelo contrário? Vamos usar o tal do nosso “quarto poder” de forma mais inteligente? Não vamos desperdiçar o talento que Deus – ou seja quem for – nos deu.

Não, eu me recuso, como mãe, mulher, consumidora e ser humano, a ser essa *%#&@ toda! Sem querer ofender ou elogiar, mas será que os criadores da campanha se inspiraram em suas próprias mães?

Essa coca-cola toda… É a mãããe!!!

*Pesquisa Best Global Brands de 2008 (atualmente, a empresa não está nem entre as dez primeiras)

Imagem: http://www.bymk.com.br/looks/634706/mae-voce-e-essa-coca-cola-toda

Sobre Celma Prata

Celma Prata é jornalista profissional e escritora. Autora dos livros "Descascando a Grande Maçã" [Sete_2012] e "Viver, Simplesmente" [Sete, 2016]. Atualmente integra o Conselho Editorial do Jornal AgroValor. É membro efetivo da Academia Fortalezense de Letras, da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil e da Sociedade Amigas do Livro, onde lidera o conselho gestor para o biênio 2016-2018. Ver todos os artigos de Celma Prata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

prata-na-crônica

Crônicas, Jornalismo e outras Narrativas

Livros e Leitura

Universo mágico da leitura

Mariel Fernandes

As vistas do meu ponto

Riksaint Space

Um espaço dedicado às energias renováveis.

Estalos da Vida

As vezes a felicidade começa em um estalo!

Sobre os dias

sensações, vinhos e faltas.

Vila das Noivas

por Ingrid Martins e Aline Farias

%d blogueiros gostam disto: